REGIONAL OSASCO

Av. dos Autonomistas, 2455 - Centro - Osasco - SP
Fone: (11) 3683-1144
email: renascerosasco@igospel.com.br

ORAÇÃO DE DAVI



Neste Ano Apostólico de Davi, eu declaro: Será o ano da minha vida, de vitória, restauração, conquista, ano de ser ungido rei.

Senhor Jesus Cristo, hoje eu declaro, que verei com os meus olhos os inimigos derrotados, e todos os gigantes levantados por satanás para afrontar o Senhor e destruir a minha vida e a minha família, vão cair por terra, agora!! Vão cair por terra, em nome de Jesus.

Eu profetizo que este ano eu terei restauração, restituição, prosperidade. Vou alargar as estacas da minha tenda, e que este ano eu e a minha família vamos restituir a alegria, a Arca e vamos conquistar Jerusalém, em nome de Jesus.

A partir de agora eu tenho o óleo do ungido, eu sou aquele que se vale da Arca do Senhor. Viverei o melhor ano da história da minha vida, até hoje, em Nome de Jesus!

Toda malignidade, toda mentira do inferno está quebrada.

O meu corpo será saudável, todas as bênçãos espirituais encherão a minha casa, em nome de Jesus.

Eu levanto as minhas mãos, declaro e profetizo; aonde eu for Deus me dará vitórias! Eu conquistarei os lugares altos.

Este ano eu conquistarei Jerusalém pelo Poder.

A minha boca se encherá de risos, e haverá dias de festa na minha vida.

A restituição, que estava proibida, estará presente 365 dias na minha vida, na minha casa e na minha família.

Aonde eu for Deus me dará vitória.

Ano de Davi, ano de ser ungido rei do Senhor, ano de colocar todos os gigantes debaixo dos meus pés.

Em nome de Jesus.

Em nome de Jesus, Amém!!!.

As 12 Bençãos Apostolica do mês Abril/2009

Neste tempo de reconstrução, o povo de Deus será honrado com restauração, restituição e renovação, explicou o Apóstolo na ceia
Na ceia de oficiais deste mês de abril, que aconteceu no último sábado (dia 4), o Apóstolo Estevam Hernandes ministrou a Igreja sobre a Oferta de Páscoa. Ele falou sobre o texto de 2º Crônicas, capítulos 34 e 35, que mostra o que o rei Josias fez para renovar a aliança entre o povo de Israel e Deus.

“Josias se levantou para mandar restaurar o templo, tirar todas as ruínas. Ele deu uma grande oferta, não só por ele, mas pelo povo todo... Ele renova a casa do Senhor e celebra a Páscoa”, explicou o Apóstolo, acrescentando que essa oferta trouxe restauração, renovação e restituição a todos. “Aquela foi uma oferta de fé e Deus abriu as janelas dos céus para que o povo fosse abençoado”, disse ele.

O Apóstolo explicou à Igreja sobre a reconstrução do prédio da Sede, no Cambuci, cujo teto desabou em janeiro deste ano. Segundo ele, este momento de reconstrução é um tempo em que será muito abençoado. “Este é um momento estratégico de Deus. Nós não nos conformamos com as ruínas”, afirmou. Ele também disse que o povo vai viver a melhor Páscoa de sua vida. “Nós vamos viver uma Páscoa como nunca antes na história. É a marca daquele que reabriu o templo do Senhor”, acrescentou.

Conheça a seguir as 12 bênçãos ministradas pelo Apóstolo Estevam para o mês de abril:

1ª) Restauração com despojo. Tudo o que está em ruínas será restaurado e ainda trará mais do se tinha inicialmente;

2ª) Restituição. Não vai faltar nada, nem coisa grande, nem pequena. O Senhor vai restituir o que foi perdido e o que foi tirado;

3ª) Ressurreição. Em todas as áreas: de carreiras, sonhos, ministérios. Muitos sonhos “engavetados” vão ressuscitar;

4ª) Mudança de hábito, serão gerados hábitos de prosperidade. É o fim de todo hábito de miséria, pois Deus dará hábitos saudáveis;

5ª) Muitos vão receber ofertas de compra e vendas de negócios. O que vale 10, será comprado pelo povo de Deus por 5;

6ª) Bênção do escape. São todos os tipos de livramentos financeiros. Contas vão desaparecer e dívidas serão reduzidas;

7ª) Bênção das oportunidades. Muitas portas se abrirão, com empregos, passagens aéreas, compras de negócios;

8ª) Convites para viagens internacionais; prêmios de viagens em empresas. Também serão liberados convites para trabalhar em outros países;

9ª) Graça na família. Muitos serão abençoados por familiares;

10ª) Mudança de patamares. Pessoas vão subir degraus na vida financeira e profissional;

11ª) Processos e pagamentos serão liberados. Todas as coisas emperradas, serão liberadas. Leis vão mudar, haverá liberação de heranças familiares;

12ª) Anotar três milagres impossíveis, Deus vai realizar. Ele vai realizar o impossível na vida do povo.

04/04/2009 – Ceia dos Oficiais de Abril

clique aqui e Confira as fotos da Santa Ceia de oficiais do mês de abril, do ano apostólico de Davi. Temos as características espirituais de Davi em nossas vidas!






quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Perseguição Religiosa. Repasse, denuncie você também.


Blog da cantora Denyse Bittencourt

Veja esta matéria e tire as suas conclusões o que nós estamos vendo e assistindo o que esta acontecendo com a Igreja Renascer em Cristo e verdadeiramente uma perseguição religiosa repasse denuncie você também.

(Ester 3:13;16)

Quarta-Feira, 07 de Janeiro de 2009 Versão Impressa

90% do comércio de SP tem alguma irregularidade

Documento da Câmara acusa de shoppings a bares e universidades; "fiscalização é frágil", afirma vereador

Marici Capitelli e Vitor Sorano, JORNAL DA TARDE

Um túnel particular sob a rua. Foi isso que o supermercado Bergamais fez para interligar a sua loja em Lauzane Paulista, zona norte, a um novo estacionamento de mil vagas. A própria Prefeitura admite que o local deveria estar fechado, mas funciona normalmente. Já o Magazine Luiza inaugurou no ano passado 29 lojas que, segundo a Câmara Municipal, não têm alvará de funcionamento. Estes são apenas dois exemplos de uma cidade onde 90% dos estabelecimentos comerciais estão irregulares, como admite o secretário de Coordenação das Subprefeituras, Andrea Matarazzo.

As informações são de uma comissão de estudos criada pela Câmara Municipal para avaliar a concessão de alvarás de licença de funcionamento. O documento, publicado em 20 de dezembro no Diário Oficial da cidade, acusa shoppings e universidades - passando por bares e casas noturnas - de funcionar sem o documento, realizar reformas sem autorização ou não ter certificados de polo gerador de tráfego (necessário em razão do fluxo de veículos gerado pelo estabelecimento), entre outros problemas.

O relatório aponta como motivo a falta de estrutura para fiscalização e para concessão das autorizações. "A cidade está um caos, o sistema de fiscalização é frágil. A bagunça é tanta que a maioria não tem alvará de funcionamento e muitos não deram entrada no pedido", diz o presidente da comissão, Aurélio Miguel (PR).

O documento final cita 16 empreendimentos. O Shopping Raposo, na zona oeste, por exemplo, é acusado de usar indevidamente uma área com estacionamento que não tem alvará de funcionamento. Já o Mega Polo Modas, afirmam, usa como passagem permanente passarelas construídas como rota de fuga, "a nosso ver de maneira irregular".

Em relação às universidades (são citadas Ibirapuera, Unicsul, Unicid, Anhembi Morumbi, Anhanguera e Guarulhos), o relatório não faz críticas diretas. Entretanto, afirma que, neste segmento, "a grande maioria não tem alvará e licença de funcionamento", entre outras irregularidades.

A lista de empreendimentos inclui ainda os shoppings Bourbon e Villa-Lobos, o supermercado Sonda, a casa noturna Café Photo e o restaurante Kaa.

"Vamos preparar um projeto que prevê, por exemplo, que imóveis comerciais de até 500 m ² possam funcionar com um parecer técnico por um tempo determinado até ser regularizado", diz o relator, Gilson Barreto (PSDB).

Roberto Mateus Ordine, vice-presidente da Associação Comercial de São Paulo, defende uma lei flexível. "Temos de ter um plano diretor mais compatível com a realidade." Como exemplo, ele cita grandes avenidas cujas casas foram se transformando em comércio e estão irregulares. Se forem simplesmente fechados, em sua avaliação, perdem o comerciante e a cidade, já que o espaço acaba se tornando propício à deterioração.

Marcos Galindo, assessor de Relações Institucionais do Sindicato dos Lojistas do Comércio de São Paulo (Sindilojas-SP), afirma que em alguns casos chega a ser "impossível" regularizar a situação do comércio, tamanha a burocracia.

Para a urbanista e professora do curso de Arquitetura do Mackenzie Silvana Zioni, a irregularidade é causada por três fatores: "Incompetência do poder público para administrar o que é de uso comum, legislação complexa e até a ignorância da população."

O Sindicato dos Agentes Vistores de São Paulo admite que os fiscais não dão conta do serviço mas culpa "a estrutura arcaica de fiscalização" . A entidade diz que a cidade conta com 600 vistores e que cada um tem 613 normas para fiscalizar.

PREFEITURA DE SP – 11 3113-8001 / 8002 / 8003
SECRETARIA DO PREFEITO – 11 3113-8045
EMAIL: cerimonial@prefeitura.sp.gov.br
GOVERNO DE SP – 11 2193-8943 / 8945

Nenhum comentário: